top of page

Medidas Socioeducativas: ECA e SINASE em Sintonia


No Brasil, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), instituído pela Lei nº 8.069 de 13 de julho de 1990, define as medidas socioeducativas como instrumentos jurídicos aplicados a adolescentes que cometeram atos infracionais. O objetivo central dessas medidas não é punir, mas sim socioeducar, promovendo a ressocialização e o desenvolvimento pleno do ADOLESCENTE..

Para garantir a efetividade das medidas socioeducativas, o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE), criado pela Lei nº 12.594 de 19 de dezembro de 2012, estabelece um conjunto de normas e princípios que norteiam sua execução.


Compreendendo as Medidas Socioeducativas:

As medidas socioeducativas previstas no ECA são graduadas, ou seja, variam de acordo com a gravidade do ato infracional e as características do adolescente. São elas:

  • Advertência: Uma reprimenda verbal feita pelo juiz ao adolescente.

  • Obrigação de Reparar o Dano: O adolescente deve reparar o dano causado à vítima, seja por meio de indenização, refazimento do bem ou prestação de serviços.

  • Prestação de Serviços à Comunidade: O adolescente realiza trabalhos em prol da comunidade, sem fins lucrativos, como em escolas, hospitais ou ONGs. Atendimento realizado no CREAS.

  • Liberdade Assistida: O adolescente recebe acompanhamento por uma equipe técnica, com acompanhamento psicológico e social-realizado no CREAS, além de participar de atividades educativas e profissionalizantes.

  • Inserção em Regime de Semiliberdade: O adolescente cumpre parte da medida em um estabelecimento socioeducativo e outra parte em liberdade, com acompanhamento e controle.

  • Internação em Estabelecimento Educacional: O adolescente fica sob a custódia do Estado em um centro socioeducativo, para receber medidas socioeducativas mais intensivas.

SINASE: A Base para a Implementação das Medidas:

O SINASE atua como um sistema descentralizado, com a participação da União, estados, Distrito Federal e municípios, garantindo a efetivação das medidas socioeducativas em todo o país.

Princípios Fundamentais do SINASE:

  • Descentralização e Corresponsabilidade: A responsabilidade pela execução das medidas socioeducativas é compartilhada entre os entes federativos.

  • Priorização da Desinstitucionalização: Busca-se evitar a internação e priorizar medidas em meio aberto.

  • Garantia dos Direitos: Os adolescentes privados de liberdade têm seus direitos fundamentais assegurados.

  • Participação da Sociedade Civil: A comunidade é incentivada a participar da construção e execução das medidas socioeducativas.

Juntos por um Futuro Melhor:

As medidas socioeducativas, amparadas pelo ECA e pelo SINASE, representam um compromisso com a construção de um futuro mais justo e promissor para os adolescentes que cometeram atos infracionais. Através da ressocialização e do desenvolvimento pleno, busca-se a reinserção social, contribuindo para a construção de uma sociedade mais segura e inclusiva.

Para saber mais:

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page