Influência do Idealismo


No idealismo, o sujeito se sobrepõe ao objeto.

O sujeito concebe a realidade como resultado do pensamento, desconsiderando as condições e determinações objetivas. Segundo Kant,é possível conhecer a realidade através das suas manifestações. Para Hegel é possível conhecer a coisa pois ela é movimento dialético. Daí surgiu a dialética idealista de Hegel. Assim, Kant e Hegel tinham como objetivo a busca pela compreensão dos fatos e não apenas, descrevê-los.


O pensamento hegeliano, portanto, comportou inovações e trouxe elementos fundamentais à gênese e à construção do pensamento marxista e à ontologia nessa tradição filosófica. Exemplos significativos são as concepções de totalidade — síntese de múltiplas determinações, unidade do diverso — e de dialética do real como processo e contradição.


Weber busca compreender os processos sociais através das ações dos sujeitos, separando assim fato e valor. Para ele as políticas sociais são um exemplo de racionalidade legal contemporânea. No qual aparece a construção ideal de tipos.


Weber definiu o Estado como "uma entidade que reivindica o monopólio do uso legítimo da força física", uma definição que se tornou central no estudo da moderna ciência política no Ocidente.

Logo abaixo, o mapa mental sobre o idealismo:


idealismo
.pdf
Download PDF • 295KB

Bons estudos!



#idealismonoserviçosocial

47 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo